• Clínica Larc

Diabetes descontrolada também pode prejudicar o funcionamento dos ombros





O Brasil é o país que mais tem pessoas com diabetes da América Latina, conforme dados do Atlas da Federação Internacional de Diabetes (IDF) de 2019, que indicam que 16,8 milhões de brasileiros convivem com a doença. A patologia que propicia o desenvolvimento de diversos problemas à saúde, também pode trazer complicações ao aparelho musculoesquelético e prejudicar o funcionamento dos ombros.


Assim, há chances de o paciente ter tendinites, osteopenia, capsulite adesiva e artrites do ombro. As causas podem estar relacionadas à hiperglicemia, ou seja, o excesso de glicose no organismo.


Como é uma doença caracterizada pela alta concentração de açúcar no sangue, muitas vezes gerada pelo consumo inadequado e até exagerado de carboidratos e alimentos com muito teor glicêmico, afetará a insulina, hormônio que controla os níveis de glicose no sangue, seja no processo de produção ou criando resistência. Assim, o metabolismo pode ter reações inflamatórias nas fibras de colágeno das articulações.


Dessa forma, as inflamações podem atingir os tendões e a cápsula articular do ombro. Esse reflexo no colágeno é um processo semelhante ao que observamos no envelhecimento. Por isso, se a pessoa estiver com o diabetes descontrolado o funcionamento pleno do ombro fica comprometido e há chances de ter rigidez, prejudicando a mobilidade da articulação. As dores nesta região podem surgir por diversos motivos, os mais comuns são a rotura do manguito rotador e a capsulite adesiva.


Por isso, no Dia Nacional do Diabetes, 26 de junho, os órgãos e médicos da ortopedia também se somam aos esforços de conscientizarem as pessoas para manterem os níveis de açúcar equilibrado. “Nesse momento, o estilo de vida é o principal aliado para os pacientes diabéticos, é importante ter uma alimentação saudável, consumir diariamente verduras, legumes e frutas, evitar ultraprocessados, e se possível, criar uma rotina de exercícios físicos.


Dr. Layron Alves é médico ortopedista e especialista em ombro e cotovelo e sócio na Clínica LARC.

1 visualização0 comentário